Firjan lança nova versão da Cartilha de Acesso ao Crédito, com destaque para energia solar – SIMME
UTF-8
Sistema FIRJAN

NOTÍCIAS

Firjan lança nova versão da Cartilha de Acesso ao Crédito, com destaque para energia solar



A nova edição da Cartilha de Orientação de Acesso ao Crédito, elaborada pela Firjan, traz como diferencial linhas específicas para energia solar, que estão em alta, além de informações qualificadas sobre as demais modalidades de financiamento disponíveis para o empresariado fluminense.

“Uma das principais reivindicações das micro e pequenas empresas é o acesso ao crédito. Muitas estão sem fôlego, descapitalizadas, porque os serviços caíram durante a pandemia. Temos que levantar o Rio. Sobre implantar energia solar, é muito importante e um ótimo negócio, principalmente na parte administrativa da empresa, onde o investimento é mais acessível”, ressalta Mauro Varejão, diretor da Firjan e presidente do Sindicato da Indústria de Mármores, Granitos e Rochas Afins do Estado do Rio de Janeiro (Simagran-Rio).

Eduardo Trotta, especialista de Suporte de Investimentos da Gerência de Infraestrutura da Firjan, conta que a demanda do empresariado pela energia solar está bem alta. “Isso ocorre devido à necessidade de o empresário reduzir os custos com energia elétrica. A cartilha traz opções de financiamento específicas para implantação da energia solar. O valor desses projetos não é tão baixo e o retorno do investimento é sentido em alguns anos, por isso o crédito tem sido uma boa opção”, explica.

Trotta alerta que, na hora de contratar um financiamento, o empresário deve observar se o custo da instalação também está incluído. Muitas vezes, 50% do valor é para cobrir equipamentos e 50%, a instalação. Essas linhas de crédito são oferecidas tanto em agências e bancos de fomento (AgeRio, BNDES) como em instituições financeiras públicas e privadas. O número de prestações varia de 30 a 120 meses e algumas instituições oferecem carência de até 36 meses.

“Uma orientação: que o valor da prestação seja igual ou menor do que o gasto mensal atual com energia, porque, com a implantação das placas fotovoltaicas, haverá economia da conta de luz. A energia solar é uma demanda da sociedade, que busca um mundo cada vez mais verde, e as instituições financeiras querem financiar a energia limpa. Por outro lado, o empresário busca maior segurança energética, reduzindo seus custos com energia”, esclarece.

Ele acrescenta que as linhas de financiamento de equipamentos e de capital de giro são as outras duas opções mais procuradas pelas indústrias.

A cartilha é um documento enxuto, de 16 páginas, no qual o empresário poderá comparar as taxas de mercado para os diversos tipos de crédito em diferentes bancos.

Em caso de dúvidas, entre em contato com o NAC pelo e-mail: nac@firjan.com.br.
Fonte: Firjan.

Compartilhe: